I&B no secret spot em Lisboa


Um fim de semana cheio para mim, e para estes dois. 

Adorei estar presente, acompanhar-vos desta maneira tão privilegiada, obrigada!

Veneza

Não há palavras para descrever fielmente os dois dias que passámos em Veneza. Ficámos fascinados! É uma ilha linda, como todos já viram em filmes ou imagens, cheias de canais, pontes, casas cheias de história, Igrejas e capelinhas. Andámos horas e horas a fio, atravessámos pontes, fomos à Praça de S. Marcos, entrámos em Igrejas lindas, visitámos muitas exposições da Bienal de Veneza (incluindo o João Louro, representação portuguesa, magnífica!).

Gelados, massas al dente, descanso nos cafés ou à beira do grande canal; Idas ao Rialto e uma inveja imensa de quem se deixava ir na Gôndola. Achei tudo deslumbrante, voltava num piscar de olhos...













The Kids

Chegámos finalmente destas mini- férias que souberam a céu (mesmo, mesmo verdade!)

Antes de irmos, sexta feira, apanhei os miúdos em casa/ jardim. Xavier de braço ao peito (mas faz tudo como se nada fosse) idas ao médico todas as semanas  (já basta as de rotina que se aproximam todas nesta altura, 3, uma para cada um; mais as minhas a juntar a análises, etc; agora junta-se o braço do Xavier e todos os dramas associados)! Mãe sofre!

Tempo para trabalhar, tem sido cada vez mais escasso. Sebastião continua sem vaga, à espera de entrar na escola, e por isso atrelado a mim todo o dia! E quem sabe bem o que um bebé andante precisa, sabe o que a sua mãe grávida precisa (descanso, muito!)

A gestão desta família numerosa é cada vez mais "desafiante", não sei se já vos tinha falado que, em pouco tempo, conseguimos fechar todas as tardes dos miúdos. Nós, pais razoáveis que gostamos de apregoar que somos, sempre dissemos que nunca iríamos preencher os horários dos miúdos com actividades extra-curriculares, que o tempo depois da escola é tempo de família (etc, etc), eram óptimas intenções, mas, como sempre, quando se cospe para o ar....

De repente, entre o ballet da Leonor que começou em Setembro passado (por nos pedir há mais de dois anos) juntamente com o Xavier, que entretanto desistiu e que ocupa duas tardes por semana; a terapia da fala que a Leonor precisa com imensa urgência que ocupa outra tarde e a natação estes últimos 3 meses antes do verão, que se tornou obrigatória depois da abertura do Supera (mega ginásio atrás de casa, com preços muito acessiveis), os miúdos tem todas as tardes fechadas. Assim, com coisas imprescindíveis. Que murro no estômago. Eles aguentam-se coitados, vivemos numa zona em que todas estas actividades estão à maravilhosa distância de 10 passos, e não perdemos muito tempo em deslocações; Eles aguentam-se mas ressentem-se. Xavier pede todos os dias para ir ao jardim, como se de uma necessidade fisiológica se tratasse (e é, não é?), e cheia de pena respondo sempre: hoje não pode ser, temos natação, ballet, x ou y. E todos os dias não pode ser...

Crescem a uma rapidez assombrosa, exigem a nossa reacção imediata e eficaz, resposta pronta e sem hesitações. Estou assustada e nem sei como será quando nascer a Gracinha. Sei que, com imensa tranquilidade, tudo se fará. Também sei que em Setembro o Sebastião está na escola e a Leonor na primeira classe, é tudo o que ela mais ambiciona, é uma fase nova para todos!







amanhã um post especial sobre Veneza, e as restantes mini férias com os miúdos!

Veneza para o fim de semana



Fim de semana à vista e sexta partimos os dois para Veneza! Estou a sonhar com canais, pontes, gôndolas e tempo a dois. Vamos precisar de dicas de sítios baratos para almoçar, ruas e sítios únicos por onde passar!

Dicas?

Uma Gracinha

Estas últimas semanas passaram a voar. Tão pouco tempo para passar por aqui e fazer o que sempre adorei, escrever sobre eles!

Já tantas coisas se passaram... às vezes é mais rápido usar o instagram, as novidades correm, a partilha é rápida e automática, deixando o blogue para os momentos de paragem e introspecção.

Finalmente soubemos que é provável que venhamos a ter uma Gracinha. Ficámos radiantes, parece que tudo faz sentido, e é um fechar de ciclo incrível.

"Ganhámos" a batalha da preguiça para comer do Sebastião (comer o que não lhe interessa, claro) e depois de dois meses finalmente começou a abrir a boca e a comer como gente grande! Estamos tão aliviados e sentimo-nos tão soltos para voltar a introduzir o "gordo" nas rotinas da família sem dramas.

Uns dias depois destas fotografias o Xavier conseguiu partir o cúbito. Osso do braço! Anda muito admirado de toda a gente olhar para ele e lhe perguntar o que se passou. A explicação é sempre  a mesma: "parti o osso", diz, já meio furioso e com pouca paciência.

Andamos a descobrir o quanto o Sebastião adora desenhar, ver livros e olhar para os irmãos a vê-los brincar. Andamos a descobrir também o bom que é ter tantos filhos pequenos e ao mesmo tempo todos os desafios.  Ah! e as actividades ao final do dia... isso é tema para uma outra altura!!!



 A Uriage recentemente quis associar-se ao nosso blogue, e tem sabido a céu este cheirinho e poder usar toda a gama de produtos tanto no Sebastião, como no Xavier e a Leonor. Não conhecia metade da gama, e está a ser óptimo descobrir todas as vantagens, assim como ter todos como este cheirinho já conhecido por todos!