Porque somos mães

Entre pesquisas de blogs, encontrei um que me lembrou uma questão que tenho vindo a reparar na maior parte das sessões e dos pedidos de informações. As mais interessadas são as mães, algumas até dizem, "eu adorava mas o meu marido não gosta muito deste tipo de coisas", ou "é muito envergonhado", "acha que é coisa de miúdas".  E algumas mães deixam de fazer as sessões por esse motivo. Então lembrei-me, porque não só uma sessão de mãe e filho (s)? Já aconteceu também separar a sessão: primeiro fotografar a mãe e o bebé sem o pai em casa e noutro dia fotografar o pai e o bebé, e depois os três. A verdade é que funciona muito bem. A mãe fica muito mais à vontade, talvez porque (e principalmente quando se trata de recém nascidos) a relação ainda está estabelecida de uma forma mais forte e mais terna pela mãe e bebé(embora haja sempre excepções).  Outra coisa importantíssima destas sessões que às vezes acontece e que eu acho imensa graça porque talvez me esteja no "sangue" e que ajuda sempre a descontrair para a sessão, é a inevitável e sempre engraçada conversa de "mães"! Como, quando, porquê. O que eles gostam, como fazem, onde brincam, com quem, como se zangam, choram, comem, dormem etc.

Tudo isto me levou e se confirmou neste tal blog que é possível e talvez engraçado iniciar um projecto de sessões mães e bebés com mini entrevistas. Qual o dia mais dificil? E o melhor de sempre? O programa familiar que mais gostam? Como foi a gravidez piores e melhores coisas? Trabalho de parto (nem lembrar ou venham muitos mais?) Como organizam o vosso dia com o bebé em casa? Um sem fim de perguntas e respostas que todas as mães tem e fazem!

Talvez nas próximas sessões começo a dar início a este projecto!

1 comentário: