Saudades

Há umas boas semanas que não tinha um domingo assim. (Quase) sem trabalhar, com o M por cá, e os miúdos. De volta a uma rotina domingueira, que nos faz tão bem.

Ouvir "música da mãe" no carro. "El Negro Zumbón" interpretado pela Amália. "Meu namorado" por Carminho.

Entre muitas outras, estas são minhas, mas vindas de uma "herança". No pequeno micra encarnado da minha mãe, ouvia-se todos os dias, na rotina semanal casa-escola, escola-casa, desde que me lembro de ouvir música.

Frei Hermano da Câmara, Amália Rodrigues, Tanhauser de Wagner. E nesta última, lembro-me especialmente de, no minuto 2:48 a minha mãe pôr mais alto.

São estas memórias que parecem varridas, mas quando chega a nossa vez, de criar e querer passar as "nossas coisas" aos nossos filhos, elas estão lá. A música, estas músicas são parte de quem eu sou, e gostava que fossem parte deles também.

Por cá ouvimos muitas coisas mais. Bossa Nova, Jazz... o que gosto mais, é que a L gosta do que ouvimos, e já sabe quais as músicas da mãe e as do pai.



Outra herança, é o "massacre" aos gordinhos. Hábitos comuns herdados dos avós para os meus pais...: pentear as crianças com saliva (delas); pôr fraldas à volta da cara, ou outra coisa qualquer, (como tem o X); beliscar as bochechas para ficarem "rosadinhas"; e chateá-los só para poderem ver uma birra ou um choro daqueles com direito a beicinho! entre tantas outras!!

Querida M, hoje andaram os 2 com os teus presentes, foi impossível apanha-los aos dois, mas fica uma amostra do X.:) Muito Obrigada:)

4 comentários:

  1. Lindo... vir aqui é quase um bálsamo, para a alma :)

    ResponderEliminar
  2. Não pode estar mais querido!!! Bjs

    ResponderEliminar
  3. Que bom...aqui também temos esse passar de testemunho, são as tradições, é aquilo que fica e se perpétua :))
    Um beijinho grande nessas bochechas lindas

    ResponderEliminar
  4. Lindo Cat!:) Bonito post sim Senhora!

    ResponderEliminar