Recém Nascido- muito mais que apenas duas palavras

Quando saí de casa da I e o L (e da L e da S), e revi toda a gincana para acalmar a S, dei por mim a reviver momentos da L quando era pequenina, quando tinha dias, mais precisamente.

E da situação de que me lembrei, entre muitas outras de certeza, mas naquele momento só me lembrei daquela.

Todos os dias havia birra ao fim do dia, e muitas vezes o dia todo. Havia alturas que nem a dar de mamar de duas em duas horas se calava. Ás vezes, era de hora a hora.

Desesperada, saí de casa (e acho que não foi só uma vez) de sling com ela a berrar de sono e de fome, e de cólicas e de cansaço. E eu quase a chorar, de sono e de fome, de privacidade e de tempo, de tudo e de nada. (Quem não dorme durante meses seguidos tem direito a esses sentimentos!) E lembro-me que só se calava comigo a dar de mamar e a andar em passo rápido. E ali estava eu, em plena D. Carlos I, a subir e a descer a dar de mamar às escondidas com o sling.

Fazíamos turnos, eu e o M para ficarmos com ela durante a noite, enquanto berrava. O M às vezes nem me conseguia acordar para eu dar de mamar, tanto que cheguei a recusar dar de mamar. (Tenho uma costela de sonâmbula e não me lembro, mesmo, de ter dito que não).

Assim, saí de casa da I e do L a sentir uma inércia gigante.

Se no ZM sentia uma capacidade enorme e uma energia e tão confiante, agora, desapareceu. Talvez volte, mas por agora não... Só consigo pensar na complicação que poderá ser, no "tão bem que estamos assim, com dois". (Eu sei que não tem nada a ver comigo), mas um dia voltará, de certeza!

Deixo-vos com esta família, feliz e encantada! E é com esse sentimento que também regressei a casa, apesar de ser uma fase muito cansativa e por vezes, muito desgastante, a I e o L estavam quase sempre a rir, calmos e felizes.

4 comentários:

  1. Catarina, ficou mesmo gira a assinatura, acho que não estraga nada a fotografia.
    Beijinho Joana

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Joana! É uma decisão "mais profissional" e acho que apenas uma assinatura a preto ficava só uma assinatura. Assim está tudo mais assumido:) é criativo, original. Obrigada Joana!

    ResponderEliminar
  3. Catarina, também gosto e apoio a assinatura. Sei que marcas de água têm o condão de estragar as fotografias mas com a tua rápida ascensão era preciso teres alguma coisa que "marcasse" as tuas fotografias, o teu trabalho. E não estraga nada, a fotografia continua linda! Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Estou a viver essa fase... É uma mescla de sentimentos: uns de desespero, outros de desconhecimento, outros de alegria... Mas não há nada no mundo melhor do que olhar para o nosso baby e em menos de um segundo sentir
    que não há amor maior do que aquele! Adorei o texto! E vou guardá-lo para aqueles momentos menos bons desta fase de ser mãe. Beijo grd

    ResponderEliminar