Warm winter

É tão real quanto o sentimos. O Inverno chegou! O meu mês preferido aproxima-se. Apesar das dúvidas e incertezas nesta fase de transição, apesar de acordar e continuar tão escuro, apesar da chuva nos complicar o dia... Estamos bem. Calmos e tranquilos, com uma serenidade que levou o seu tempo mas chegou para ficar.

Às vezes gostava que o mês tivesse mais fins de semana.  Gostava de marcar sessões fora de Lisboa, em sítios especiais. Mas a agenda e a quantidade de marcações exigem que faça 4/5   sessões por cada sábado e cada domingo. (sim, e os meus filhos?)

Gostava de ter tempo para lançar novas entrevistas. Gostava de ser capaz de não trabalhar um dos dias do fim de semana, às vezes o mau tempo assim obriga, mas fico com 3,4,5 sessões pendentes para remarcar.

Sei que os preços são convidativos, porque sempre quis que todos pudessem ter a experiência de fazer uma sessão. E como aumentar com esta crise? E como ter agenda para todos? E quando o tempo não nos ajuda! (se conhecerem espaços cobertos e giros com luz natural digam!)

Depois,  a pressão da publicidade é gigante!  A pressão para falar em marcas ainda maior. Não é nem será esse o caminho do ties, e com isto não quero dizer que somos diferentes a força! Quando faz sentido, quando faz parte do nosso caminho, quando há um grande conceito por trás da marca, e, acima de tudo, uma excelente pessoa,  sem dúvida! Pode ser aliciante,  pode ser tão simpatico receber produtos a torto e a direito, mas passam uns tempos e um blog que gostávamos passa a ficar vazio.

Não queremos isso. Queremos manter a autenticidade do blog, vamos fazendo parcerias, vamos entrando e alinhando numa ou outra campanha, quando fizer sentido.

Porque, e acima de tudo, o ties não nasceu para ser um negócio altamente lucrativo em todas as suas vertentes. O ties é a liberdade de saber dizer que não, é o tentar fazer um caminho de questionar-me, olhar para dentro e para os meus filhos e agir para ter melhor a médio/ longo prazo. E tenho aprendido e crescido muito assim. Aprendi que os dias mais caótico com os meus filhos acontecem por culpa minha: porque queremos fazer outras coisas. Porque vamos para o jardim e eles querem-nos, mas na verdade aproveitamos para por a conversa em dia com as outras mães e depois não compreendemos porque fazem birras, porque choram tanto.

Porque chegamos a casa e a tentação é ligar o computador. Porque as vezes somos egoístas,  e sim, eu também preciso do meu espaço, mas aprendi que se lhes der 10/20 minutos de atenção primeiro, eles acalmam. Eles precisam de nós, e se estivermos atentos percebemos que a maioria das vezes eles choram por nós.

...

 

Talvez isto seja básico para a maioria de vocês, mas para mim não é. Aprendi e acho que cada vez sou melhor mãe para eles... Aprendi que o tempo, apesar de passar a correr, as vezes também passa devagar, e é nessas alturas que há espaço para ver melhor....

Isto era qualquer coisa que escreveria na limetree, para nunca mais me esquecer. Para reler quando um dia tiver o terceiro filho. Para quando decidir complicar a minha vida, mas enchê-la ainda mais de alegrias e orgulho!

10 comentários:

  1. Have a WARM WINTER Catarina...se te endendo!

    ResponderEliminar
  2. Olá Catarina. Já vi que tempo é uma coisa que te falta, mas já falamos que te posso oferecer a minha ajuda :) É só quereres!
    O mais dificil está feito que é a TIES, projecto maravilhoso...

    Beijinhos
    Bruno Livramento

    ResponderEliminar
  3. Ainda bem que neste blog as ideias ainda valem mais do que as marcas e como ganhar dinheiro com elas!
    Parabéns pelo seu trabalho! Gosto muito da " sua lente"!
    Quando vier ao Porto novamente avise...

    ResponderEliminar
  4. É incrível como por vezes me identifico tanto com o que escreves. Pensei tanto antes de pôr a Bárbara no infantário, porque tinha aquele sentimento de culpa "mas então, trabalhas em casa...", mas não conseguia dar-lhe a atenção que ela merecia, nem cuidar também de mim e da nossa casa. Pô-la no infantário, e durante esas horas fazer outras coisas, deu-me espaço e disponibilidade para a ir buscar e dedicar-me 100% a ela. Bem, nem sempre. Nos primeiros dias foi complicado em termos profissionais e isso resultou numa carência gigante da parte dela. Ao 3º dia de infantário e de eu chegar tarde a casa, ela grudou os braços em mim até à hora de dormir. Nem para jantar consegui tirá-la do colo. A partir daí tentei organizar-me um bocadinho melhor (nem sempre dá) e dedicar-lhe sempre algum tempo, com exclusividade. Faz-me bem, a mim e a ela! E chego à conclusão de que as coisas fazem-se na mesma, mas o tempo que deixamos de estar com eles, é irremediavelmente perdido... Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Como eu me revejo...hoje escrevi um post sobre o aproximar desta época, aqui há distancia de 7000 km onde é sempre Verão...É taõ bom saber que existem pessoas que não cedem à pressão da publicidade e sobretudo que não se "vendem"...é tão essa a minha forma de estar na vida...gostei mesmo de lêr este post...deixo aqui um beijinho quase do outro lado do mundo :)

    ResponderEliminar
  6. A Catarina poder gerir a sua agenda de trabalho, acredite, é uma coisa ótima. Acho que todos nós acabamos sempre por sentir que o tempo não estica, nem dá para tudo o que gostariamos de fazer. Boa continuação.

    ResponderEliminar
  7. Catarina,

    Não sou de dar conselhos, mas já que escreveste tudo isto aqui, suponho que estejas aberta a ler uma ou outra opinião de quem te lê.

    Parece-me que a solução para gerires o tempo que dedicas ao trabalho vs. o tempo que dedicas à tua família é aumentares os preços das sessões. Dessa forma, ganhas o mesmo mas trabalhas menos mas melhor, porque estás mais descansada e disponível, e ficas com o dobro do tempo para os teus filhos. Ou então trabalhas o mesmo num fim-de-semana e ganhas mais, o que te permite reservar x fins-de-semana por ano para os teus filhos.

    Boa sorte!

    ResponderEliminar
  8. Obrigada Concha!! Penso nisso muitas vezes, e acho que vai ser o rumo a seguir, não é "por mal" ou "ganância" é mesmo uma ordem de prioridades tanto no trabalho como na família! :) Fico contente e muito satisfeita com o feedback e sugestões deste tipo! Muiiiito obrigada:)

    ResponderEliminar
  9. Que post inspirador para terminar a semana...
    Esta frase fica comigo: "Aprendi que o tempo, apesar de passar a correr, as vezes também passa devagar, e é nessas alturas que há espaço para ver melhor…."
    Bom weekend!

    ResponderEliminar