Chevrolet- in the morning

As manhãs são, geralmente, caóticas. Não é normal existir uma manhã calma. A não ser que me levante uma hora antes deles. (Raro, muito raro).

Quando saímos, finalmente, de casa apenas queremos chegar depressa ao carro, prendê-los e estarmos sossegados, ouvir pouco barulho, falar pouco. As manhãs são assim, um eterno "despertar". Ás vezes estamos rabugentos, ou nós ou eles, ou todos ao mesmo tempo!

Mas às vezes acordo calma e organizada. Arrumar tudo imediatamente ajuda-me a sair de cabeça "certa"; quanto menos roupa e brinquedos estiverem por arrumar, melhor é o meu dia. Assim, quando chegamos ao carro, sabe bem não ver a tralha habitual. Foram dias felizes, conduzidos pela Cruze.













Podia dizer tantas coisas! O M adorou conduzi-la, e acho que ficou furioso quando voltou para a nossa carrinha que não anda e se viu parado em todas as subidas.

Adoramos o consumo médio em cidade: 6.2! É muito bom, e andamos por zonas terríveis, Calçada da Estrela, Campo de Ourique, sobre e desce, para arranca! Outra coisa com que fiquei encantada foi a suspensão do carro. Lembro-me de quando estava grávida e já tinha contracções todos os dias a todas as horas, o quanto me custava certas zonas da cidade, principalmente aquela em que vivíamos: Santos, D. Carlos I. Não sei se já tiveram essa experiência mas eu chorava quase, a passar por essas zonas. Este carro é tão leve que parece que voa nos buracos. Quanto estiver à espera do terceiro, sem dúvida que precisaremos de um carro assim!

Outra coisa que adorei foi não ser preciso abrir o carro com a chave. Basta quem tem a chave aproximar-se do carro, carregar naquele botão e já está. Assim, no meio da confusão das nossas malas e dos miúdos, não precisamos de a encontrar! É perfeito!

O carro também tem mil e uma coisas giras e inteligentes: uma tomada à frente e outra atrás; entradas USB e não só para o telemovel!

Anda bem, vira ainda melhor (e andamos duas vezes no parque do Camões, e nem um risco!); é confortável e dá gosto de lá estar dentro. Para todo o lado onde olhe, neste carro, parece-me sempre tão bem, tão giro!

Se a experiência foi boa? Fantástica! Se quero um carro assim? Sem dúvida! E ficámos com a sensação de que, daqui a uns tempos, quando fosse necessário talvez desse para ter um banquinho no meio, para a L, e assim completar os bancos com três crianças amorosas!

O Tiago Miranda do ...AndThisisReality e a Susana Rodrigues do TheStilettoEffect, também testaram estes Chevrolets, cada um com seu modelo, acompanhem aqui!

 

* A maioria destas fotografias foi tirada pelo M, as em que eu apareço; a fotografia do telemovel era para vos mostrar que já tem tinta, e isso é sempre um óptimo sinal! :)

 

6 comentários:

  1. Adoro tudo....as saudades que tenho dos casacos, das botas...é tudo tão giro!!!! Enfim, é uma visão de quem continua no Verão :) As fotos fazem-me viajar até aí e sabe tão bem...beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Catarina de onde é q é a canadiana do X? Adoro e ando ha seculos à procura de uma deste genera e n encontro! Bjs

    ResponderEliminar
  3. Pois é, o inverno também é giro, sabe bem o quentinho dos agasalhos e das mantas! Bjs para luanda!

    ResponderEliminar
  4. Olá Madalena! É da Bennetton, mas de há duas colecções atrás. Era da L! Na Zippy também há muito giras e tem imensas cores!

    ResponderEliminar
  5. Realmente a ideia de não ser preciso chave para abrir é super práctica.. :) Já agora adoreii o lenço,onde posso encontrá-lo?

    ResponderEliminar
  6. Olá Carolina, é mesmo uma solução muito prática! O lenço é da Zara!;)

    ResponderEliminar