Um dia rodeado de mulheres

Este bebé tem a sorte da vida. Duas miúdas à volta dele todo o dia, eu tive também a sorte, de ser a terceira miúda a chateá-lo um bocadinho, mas também a mimar.
Ás vezes penso nos dias em que estou a fotografar. É preciso ter magia e paixão. Mas não só... É ter constantemente de arranjar soluções em campo. Virar tudo ao contrário por causa da direcção da luz. Fazer com que os miúdos corram na direcção que pretendemos. Esperar por eles. De contornar os problemas mais imprevisíveis, de esperar que a família se sinta bem.
É adorar o que se faz. Eu adoro, mesmo!
 
Quando cheguei a casa da F, estavam todos nos últimos preparativos, deixaram-me entrar como gosto, andar por todo o lado, seguir a família, provocar (ou não) situações. Depois temos imagens assim, ternurentas e verdadeiras. A casa está vivida, há uma cozinha cheia e um quarto desarrumado, mas eu gosto disso, gosto de reportagem, gosto muito!















































3 comentários:

  1. Lindas as fotografias. Planos incriveis.
    A casa e um espanto, e as meninas sao as tres muitA giras!

    ResponderEliminar