world baking day

Nem sei como descrever os últimos dois dias. A L doente, diagnósticos diferentes, confusão, cansaço, dúvidas... noites sem dormir a acalmar o choro descontrolado de quem tem dores e não sabe o que fazer (nem eu, nem ela). Trabalho em standby, e mails para responder, orçamentos para enviar, trabalhos cancelados. Ter uma vida profissional sem rotinas e sem horários não é fácil, nem simples. E quando o marido também tem? Vivemos, mesmo, o pior e o melhor destas profissões, como em todas, mas nestas é 8 ou 80.
Cá em casa fazer o bolo de chocolate é a melhor coisa que posso dizer à L. Implica um avental que adora, misturar, mexer, provar e rapar. Nada melhor que o World Baking Day no timing certo, 200 de açucar, 6 ovos, 50 de farinha, 150 vaqueiro líquida, 200 de chocolate, açucar em pó e framboesas. O bolo certo. 20 minutos no forno a 200º e está pronto.













1 comentário:

  1. Fico com o coração tão pequenino sempre que leio que um deles está doente. Mesmo não os conhecendo pessoalmente há uma sensação de ligação afectiva tão grande que é quase inexplicável. Pões nos os teus filhos nas nossas vidas e sentimos por eles como sentimos pelos nossos. Parece loucura não é? Gosto tanto de vir aqui e saber o que andam a fazer, como estão crescidos e lindos, contemplar as fotos, saber-vos felizes. Espero que estas doenças chatas passem logo e possamos ler relatos mais felizes. Se for preciso alguma coisa estamos por aqui... PS - Que bolo maravilhoso. :-)

    Beijinhos com saudades.

    O Manel está enorme - precisamos de nos pôr a jeito à tua lente! :-)

    ResponderEliminar