Follow up


Há mais de um ano, quando comecei as entrevistas do Ties, a Pureza foi uma das primeiras. Cruzámos blogs, identificámo-nos, conhecemo-nos e agora trabalhamos no mesmo espaço. Já "fizemos" noivas juntas, já nos rimos, já nos tornámos cúmplices enquanto mães jovens com as dificuldades próprias de ter um negócio.
Da primeira entrevista ficou a ressoar a necessidade que a Pureza sentiu de uma ajuda extra com a chegada da Amélia. Sinto-me a chegar ao mesmo estado.

O médico disse de sua sentença o que já devia ter começado a fazer há uns tempos. Repouso. Por sorte, ou por graça, não é repouso absoluto e por isso tenho de ter cuidado extra. Não é já, mas o quadro pode mudar de figura rapidamente. Por isso, tenho de passar algum tempo do dia mesmo em modo deitada, para me ajudar a tratar dos dois que tenho cá em casa. Tenho de fechar os olhos às desarrumações deles, aos brinquedos, às horas a verem filmes da disney, e a algumas insolências do Xavier (ou pelo menos lidar com elas de forma mais calma- tão dificil- depois conto mais destes terrible 2/3).

Voltando à Pureza. Um ano depois, um ano de trabalho sempre a crescer, não tem mãos a medir. A descontracção mantém-se, a Amélia está uma menina. Meio arrapazada, meio feminina, num limbo tão engraçado de ver. Gostei muito. Já cá estava desde o verão, mas não há nada como o tempo a aparecer para nos deixar voltar a pegar em projectos tão bons!

1 comentário: