Ainda na maternidade






Tentei apanhar o gordinho Xavier, mas foi impossível. O rapaz não parou um segundo quando visitou o mano. Salta para aqui, salta para ali, enroscou-se comigo na cama, mas tempo com o bebé, foi só de raspão! Para ele, faz parte da mobília, passa por lá, diz-lhe olá, uma festinha (com sorte), e volta à sua vida, tão animada, de carros, aviões, comboios e muita imaginação!
A Leonor quer ser mãe dele, fazer tudo, é difícil gerir... não a quero magoar nem afastar, e tento que se possa envolver ao máximo, mas com peso e medida. Estiveram em casa connosco dois dias, sem ir para a escola, para conseguirmos perceber como estão, e mesmo assim, acho que ainda não conseguimos, pelo menos na Leonor, que é a que mais nos preocupa. Aparentemente está tudo bem, mas ela é sensível, tentamos não ter mil cuidados mas sim um bom equilíbrio e muita atenção, para que não nos escape nada.

Ansiamos pelos dias de sol, somos uma família muito mais de rua, já não estavamos habituados à "prisão" que os bebés recém nascidos obrigam! Sexta feira temos pediatra, e já nos parece um belo presente:)

[continuamos com uma recuperação impecável, sem uma dor ou desconforto, nem mesmo feridas no peito, e a perder 2 kg por dia, desde que cheguei a casa- bebé Sebastião continua a ser querido para a mãe;)]

4 comentários:

  1. Que bom que a recuperação está ser boa. Fotos maravilhosas, e ansiosa por ver uma do X com o mano:)

    Cá por casa o mano de 2,5 anos também não ligou muito à mana, só agora que ela tem 3,5 meses é que vai gostando de "brincar " com ela, mas acho que também tem a ver com o fato de ela já reagir às palhaçadas dele, de se rir muito e ele adorar claro. Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Catarina
    A segunda foto é a coisa mail linda do mundo!!! É mesmo de ficar sem palavras!!!
    Beijinhos aos 5 :)

    ResponderEliminar
  3. Catarina, o amor...
    O amor da Leonor para com o irmão.
    A sensibilidade. O carinho.
    Adoro.

    ResponderEliminar