Dear Kids...

Primeiro que tudo. Querida nono. A primeira, a mais especial porque foi a primeira a estar na barriga da mãe (segundo ela); aquela que me acorda sempre porque de madrugada vem reclamar o seu lugar ao meu lado, como desde as primeiras horas de vida. A que se ri para mim com um sorriso tão aberto quanto os seus olhos; vai enrolando os dedos nos meus cabelos preparando se para dormir mais um bocadinho. É sempre assim. A querida nono, faz todos os recados e continua com o maior sorriso. E ela sabe que muitas vezes perco me com o irmão. Ela sabe, e talvez por isso me queira agradar tanto, me imite, e se aconchegue a mim na expectativa de confirmar se ainda tem aquele lugar. Talvez por isso reclame na escola que tem saudades minhas. Da sua mãe Catarina. 

Adoro-a.

Querido Xavier, querido xaxa. Tem tantas expressões minhas que me derreto mesmo que seja asneirada. A genética e impressionante e revejo me no feitio e no jeito dele. Apetece me apertá-lo a toda a hora a enche-lo de beijinhos, assim como me apetecia fazer o mesmo quando me via nos filmes que o meu pai fez quando éramos pequenas. Saltar para o ecrã e apertar a "cacazinha".
Gordinho que tem que ser acordado de manhã e só salta da cama se lhe falarem em papa. Gosta da ronha e dos mimos, mas gosta de ter espaço para dormir, adora a cama dele. Desde que nasceu. E a criança que precisa apenas de comer, dormir e espaço para brincar. Apesar das nossas queixas e das asneiradas, não da trabalho nenhum. 
Não sabe bem o que o espera, adora-me e idolatra-me, e a barriga não o preocupa. Sei que me ou zangar imenso com ele quando o sebastião nascer, vai fazer barulho e cavalgar o cavalo pelo berço e afins. Ou não me zango de todo? (Preciso de me por zen).
Vais ter ciúmes de certeza, és possessivo comigo e não gostas de ir para a escola. Parece que não te faz falta e é em casa que gostas de estar, comigo. (Mas não cedemos, e todos os dias, fora alguns estratégicos para te mimar e dar atenção, vais ter que ir lá parar); 

Tenho uma querida ajudante, que já sabe quais serão as suas tarefas e um bebe grande de 3 anos que não sabe bem que vai ter de crescer, mas vai. Devagarinho, soltar-se da mãe...

Devagarinho, ver-vos crescer... Devagarinho, atravessar esta fase nova sem medos e com a maior das paciencias para cada um. 
Devagarinho encontrar o vosso espaço e o vosso tempo.
Devagarinho, ajudar-vos a serem irmãos do sebastião...

[sebastião. Não sei o que te dizer, estou em branco, sem ideias, sem planos, sem projeções. Queremos conhecer-te...]


9 comentários:

  1. Catarina,
    Emocionou-te tanto este texto...
    Beijinho do tamanho do amor que tem pelos seus filhos e uma hora pequenina.

    Sebastião... anda, vais adorar a família linda que te espera ;-)

    ResponderEliminar
  2. Que amor :-) é tão bonito ver este amor de mãe! *

    ResponderEliminar
  3. Que querida, que queridos....estamos todos desejosos de vêr o Sebastião aí no meio :) (um segredo, temos o mesmo "petit nom", eu também sou cácá para os meus mais queridos e também fui a cácázinha)...beijinho grande

    ResponderEliminar
  4. Tão bonito <3 Um enorme beijinho para vós.

    ResponderEliminar
  5. <3
    tudo de bom para vocês, querida Catarina.
    O melhor.

    ResponderEliminar
  6. Catarina, tenho sentido coisas parecidas agora que estou à espera da minha Mia. Não sei qual vai ser a reacção da Inês mas gostava de lhes dizer às duas que cada uma vai ter o seu lugar, as duas vão ser as preferidas da mãe e do pai mas provavelmente por motivos diferentes.
    Boa Sorte para o terceiro (ou quarto não sei como preferes dizer - bom, o Sebastião) e para todos os que ainda possam vir e que certamente todos terão o seu lugar especial.

    ResponderEliminar
  7. oh, tão fofos! Um beijinho para todos!!!

    ResponderEliminar
  8. Com palavras tão cheias de amor, irá tudo correr bem :)

    ResponderEliminar