o sling e o meu reflexo


É assim que ele anda muitas vezes, aconchegadinho a mim, sinto o cheiro dele a todos os momentos e o seu calor. Dorme horas lá, quando passeamos os dois sozinhos. Tenho as mãos livres para andar com os outros, que, muito queridos e bem comportados (sempre com uma conversa prévia antes de sair de casa), dão-me as mãos e um ao outro também, às vezes até fazem um comboio. Vamos a cantar músicas e lenga-lengas para ter a certeza que ainda os tenho na mesma onda que eu, e que o Xavier não salta fora à primeira tentação. Quem nos vir a passear assim na rua, tão tranquilos, é porque a conversa teve sucesso!

Em breve tenho carta branca para começar a recuperação pós-parto com a Sofia, vai ser fundamental, juntamente com a dieta (pensada para quem ainda está a amamentar exclusivamente) que comecei há duas semanas.

A verdade é que tem sido um desespero olhar para o espelho, vestir-me, ter coragem para sair de casa e apresentar-me desta maneira. Mesmo. E por isso decidi atacar já. São mais de 15kg que preciso de perder (e é um eufemismo este número), e todos os dias apetece-me desistir, mas há alguma coisa que não me deixa. Talvez esteja a começar a gostar dos bons hábitos, e das rotinas a que a dieta me obriga, preparar e planear, e que no meio do caos da vida de mãe de 2 + 1 recém nascido, ter a garantia dessa estabilidade sabe-me muito bem.

Já tive quebras grandes, dias complicados, em que não me sinto capaz de sair, mas já me sinto orgulhosa por estar a conseguir resistir, dia após dia!

Vou dando notícias desta fase nova, como meio de me comprometer, juntamente no instagram a partilhar este caminho novo.

(Obrigada a todos pelo apoio, relativamente à reportagem tantas mensagens boas que me deixaram muito feliz!)


3 comentários:

  1. Nunca te escrevi Catarina, mas sinto muito que te quero agradecer pela tua partilha de vida tão sincera, de lutas interiores e exteriores e das muitas alegrias que vais acumulando como mãe. Porque fazes questão de te mostrares, apesar de todas as dificuldades, muito agradecida. Senti-te a ti na reportagem e senti que não tinhas nada a ver com o programa. Mas acho que mesmo assim valeu a pena, pelo contraste de formas de estar tão distintas, como é a tua e a dos profissionais sensasionalistas da TV e porque não foste diferente de quem és, embora que eles tenha manipulado os conteúdos por aquilo que mais lhes interessou passar. Que isso não te tire a paz e o bem estar. Desejo-te muitas felicidades e muita alegria e força de vontade para continuares a criar as tuas obras de arte mais preciosas e venceres as tuas batalhas de cada dia. Um abraço. Andreia

    ResponderEliminar
  2. Tenho a certeza que vais conseguir :) e nós estaremos aqui para acompanhar este processo. um beijinho *

    ResponderEliminar