Tuff day

São 21:51 e parei agora. Parei para retomar o que ficou desde as 11:30 pendente. O dia começou igual aos outros em que o Miguel não está. Sair de casa com os três às 8:15, apanharmos o autocarro (tenho sorte porque apanho quase vazio- o que é ideal quando se tem crianças); chegar à paragem mais próxima da escola deles (mas que ainda nos obriga a fazer uma subida a pique de 3 quarteirões); Chegar à escola, subir 2 andares altos, deixar a Leonor, convencer o Xavier a ficar. Deixo a Leonor com a pele ainda irritada da reacção alérgica (a qualquer coisa que ninguém sabe o quê). Trago o portátil e sigo para um café próximo para pôr e mails e edições (são tantas) em dia. 1 hora apenas, para regressar à escola e levar a Leonor ao médico por indicação da linha Saúde 24. 3 horas na Estefânia, e graças a Deus não tinha nada. No meio disto, a logística de evitar ter o Sebastião dentro da sala das urgências pediátricas, ter a minha mãe por perto, dar de mamar, voltar para casa. 4:30 hora de voltar à escola para ir buscar o Xavier que lá ficou. Enquanto regressava com ele pensava que me apetecia ir correr. (Nunca fui correr sozinha, sem um "empurrão"). Liguei à minha irmã que veio para ficar com eles. Dei de mamar de novo, e saí. 22 minutos sempre a correr, 3,4 km. Sei que podia ter feito mais, mas tinha todos os minutos contados. [a corrida tem sido uma descoberta incrível]. Chego às 19:30 com TUDO por fazer. Sebastião esteve todo o tempo acordado, estava com uma birra de sono considerável. Então desisti de o pôr logo a dormir, e pensei na rotina: voltei a trazer o muda fraldas para a casa de banho, enchi a banheira, dei banho ao Sebastião e vesti-o ali. Enquanto os outros tomavam banho fui preparando os pijamas, vesti-os também logo na casa de banho e saímos. Enrolei o Sebastião na Swaddle, um bocadinho de aero-om para ajudar, já está, ferrado com a fralda nos olhos. Tratar do jantar, descongelar uns bifes de frango, aquecer sopa, preparar os morangos. Jantaram muiiito lentamente. Já estão na cama, e eu de volta aos e mails, edições e com uns olhos pesados, mas feliz. Afinal tudo se concilia. Ter três filhos, dar de mamar, ter cuidado com a alimentação e fazer exercício físico. Trabalhar é sem duvida o mais difícil [ainda são muitas as interrupções e felizmente é imenso o trabalho].

No meio disto tudo o Sebastião faz 3 meses hoje, e está simplesmente o bebé mais encantador de sempre. Ponto.



 
[mini sessões do dia da mãe]
 
Como prometido, vou estar no Porto dia 7 e 8 de Junho, todos os que tenham vouchers/ vontade de fazer sessão enviei por favor e mail, para começarmos as marcações! Muito obrigada!

2 comentários:

  1. A Catarina é uma inspiração para todas as mães :)
    Muito obrigada pela partilha <3
    Beijinho
    Salomé

    ResponderEliminar
  2. Parabéns Catarina! A força de vontade é tudo :)

    ResponderEliminar