...

Estou muito cansada. Desculpem o desabafo, desculpem as expectativas de boa energia e positivismo. Estou mesmo cansada. Trabalho todos os dias da semana, nos horários em que deveria estar com a minha família. Não fotografo apenas, durante duas horas. Preparo a sessão, perco tempo no caminho, depois da sessão passo tudo para o pc e discos externos (muito tempo); selecciono, edito (horas e horas), preparo DVD, os livros pedidos, preparo posts, respondo a e mails (como vou podendo...)... reuniões com noivos, reuniões com parcerias.
O tempo útil durante o meu dia para trabalhar são cerca de 3/4 horas apenas, e com sorte. O Sebastião pede-me imensa atenção, sinto-me mal por fazer o mínimo e não o gozar como queria.
Sinto-me mal quando estou no computador e deixo-os horas a verem televisão. Queria gozá-los. Fotografar não é um trabalho fácil. Fotografar e ter uma família numerosa não é pera doce.

Sei que sou privilegiada pelo trabalho que tenho. Porque adoro o que faço e escolhi de livre vontade. Mas hoje só preciso de dizer: não é pera doce.



[obrigada por estarem aí!]

7 comentários:

  1. Força Catarina... :) Eles sabem que têm uma mãe fantástica e que tal como todas as outras, senão lhes dá atenção como queria, é porque está a pensar no futuro deles e nem é a longo prazo :)

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  2. Este artigo muito bem contextualizado historica e culturalmente é de se ler até ao fim. Para pensar.
    http://www.publico.pt/sociedade/noticia/e-se-ter-filhos-nao-for-assim-tao-giro-1637635?fb_action_ids=10152562278590561&fb_action_types=og.recommends&fb_source=feed_opengraph&action_object_map=%7B%2210152562278590561%22%3A686882561348762%7D&action_type_map=%7B%2210152562278590561%22%3A%22og.recommends%22%7D&action_ref_map=%5B%5D

    ResponderEliminar
  3. De facto há dias difíceis, mas creio que o melhor a fazer é aceitar que eles existem e que vão passar...amanhã poderá ser sempre melhor e sei que os seus filhos e os meus e os de outras tantas mães trabalhadoras sabem que as mães os adoram e fazem o melhor. Força.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  4. De facto há dias difíceis, mas creio que o melhor a fazer é aceitar que eles existem e que vão passar...amanhã poderá ser sempre melhor e sei que os seus filhos e os meus e os de outras tantas mães trabalhadoras sabem que as mães os adoram e fazem o melhor. Força.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  5. imponha o seu ritmo. 3 semanas para entregar uma sessão editada, ou mais... o que for preciso. O seu trabalho é tão bom que de certeza que não vai perder clientes...

    ResponderEliminar
  6. :-( É uma fase, vai passar. Virão outras melhores, outras piores. É assim, a vida é feita de ciclos, mais ou menos longos. Mas o que é mesmo importante é aceitar que nesse ritmo não é possível: alargue os prazos, imponha tempo para si e para os seus filhos (e marido). Tudo o resto se encaixa. A Catarina tem trabalho provado, não creio que fique prejudicada de estabelecer prazos mais alargados. Os seus filhos não voltarão a ter essas idades...... essa é a única verdade.
    Força e ânimo, sim?
    Beijinhos

    Catarina

    ResponderEliminar
  7. Um abraço solidário!
    Há dias difíceis e frustrantes... sobretudo quando temos muito trabalho.
    Correr por gosto também cansa!
    Ana

    ResponderEliminar