10 Dicas para um Frigorífico Feliz

Depois da receita maravilhosa que a Ana nos deixou, usando Activia natural, deixo-vos

outras dicas para um frigorífico feliz! Contente por ter tudo o que a Ana nos aconselha, 

segue a lista entre a água, Activia, fruta, legumes, sementes, ovos, ervas aromáticas, 

sopa, carne e peixe! 




1- Água: beber cerca de 2L todos os dias, preferencialmente entre as refeições. Para

quem tem dificuldade, ajuda muito fazer uma infusão, chá ou simplesmente juntar

frutos vermelhos com limão, folhas de hortelã e pimenta-de-caiena.



2- Activia: Para controlar impulsos alimentares – que normalmente nunca são com os

alimentos mais saudáveis – é importante nunca passar mais de 3h sem comer e fracionar

as refeições de modo a fazer boas escolhas e comer somente o necessário. Para os

momentos de snack entre refeições Activia é uma excelente opção, seja sozinho, seja

como na receita de dip que a Ana nos passou!



Outras sugestões com ACTIVIA:

ACTIVIA com mentes e fruta - Junte 2 colheres de sopa de aveia, 1 colher de

sobremesa de sementes de chia e linhaça triturada e 1 ACTIVIA sólido. Misture tudo e

deixe no frigorífico pelo menos 2 horas. Depois, junte uma peça de fruta inteira, em

pedaços ou esmagada.



ACTIVIA com sementes - Misture 1 ACTIVIA sólido com 1 peça de fruta, 6 amêndoas

ou avelãs com pele e 1 colher de sobremesa de sementes de linhaça triturada, chia,

girassol e abóbora.




3. Fruta: de todas as cores no seu frigorífico, diversificar é o truque. Por exemplo, agora

no Verão, o ananás e a papaia são ideais para as refeições dos dias mais quentes, porque

além do seu perfil nutricional, são frescos.

Sabiam que a casca da maçã e da pêra, devido à fibra que contém, pode fazer com se

 que note a digestão? Sempre que possível, tentar consumir estes alimentos retirando a

casca.




4. Hortícolas: frescas, verdes e muitas! Devemos ter sempre no nosso frigorífico uma

grande diversidade de legumes, garantindo a ingestão ideal de todas as vitaminas e

minerais.




5. Sementes: estão “na boca do mundo” e deverão chegar até ao seu frigorífico.

Desfrutar de um bom pequeno-almoço, almoço ou jantar, não termina no processo de

ingestão: prolonga-se ao longo de toda a digestão. Tenha uma alimentação saudável e

tente fazer refeições ligeiras. Experimente incluir sementes e, com elas, reforçar em

sabor e teor de fibra as iguarias que vão constar no seu frigorífico. Estamos a falar de

sementes como linhaça, chia, quinoa e amaranto, que devemos ingerir em pequenas

doses – uma ou duas colheres de sobremesa por dia – respeitando intolerâncias

individuais.



Podem ser incluídas no pequeno-almoço ou merendas, juntamente com ACTIVIA e

fruta, mas também em refeições principais, adicionadas a saladas, a estufados no wok

ou em sopa.



6. Ovos: otimizar aqueles que raramente faltam no frigorífico.

Os ovos, nomeadamente a clara, têm um interesse nutricional de relevo por conterem

essencialmente proteína de elevado valor biológico. As claras podem ser usadas em

vários tipos de receitas, devido ao seu sabor neutro e porque conferem uma consistência

mais cremosa, dando "corpo" ao resultado.



Sugerimos pequenos-almoços com panquecas de massa ligeira: Se preferir usar farinha,

deve começar por triturar bem 2 colheres de sopa de cereais/sementes (quinoa, amaranto

ou millet), e em seguida bater 2 claras de ovo com a mesma. Caso prefira usar aveia,

bata primeiro as 2 claras de ovo e incorpore 2 colheres de sopa de aveia depois

(juntando sal). Leve a massa ao lume numa frigideira antiaderente. Vá virando de

ambos os lados para garantir a cozedura dos mesmos. Quando estiver pronto, pode

servir as panquecas barradas com 3 colheres de ACTIVIA e 1 peça de fruta aos pedaços.




7. Ervas aromáticas: tornar os pratos mais saudáveis

As ervas aromáticas, muito usadas nas receitas da nossa Dieta Mediterrânica, têm a

grande vantagem de enriquecerem o sabor dos pratos e evitarem o uso excessivo de sal.

Além disso, se as usarmos podemos também conseguir reduzir o teor de gordura que é

tantas vezes adicionada para conferir mais sabor, mas que em excesso pode fazer com

que sinta a digestão.

Em pratos vindos do frigorífico, ou mesmo em pratos quentes, há muitas formas de

utilizar as ervas aromáticas: pode aromatizar o azeite, acrescentando-lhe alho picado;

juntar uma erva aromática ao requeijão ou à ricota e  bater até obter uma pasta;

perfumar a água com hortelã̃ ou manjericão; temperar pratos assados e estufados; usá-

las em saladas; entre outros. Basicamente a regra é: Use e “abuse”.



8. Sopa: a aliada para todas as refeições principais

Faça sopa e guarde-a no frigorífico para todas as ocasiões. Em qualquer refeição

principal, coma sempre uma sopa como primeiro prato. Tente um preparado consistente,

optando por adicionar pouca água, e tenha o cuidado de não juntar mais de quatro ou

cinco variedades de legumes.



9. Carne: o frigorífico prefere carnes brancas

Deve-se dar preferência à carne de aves, em relação a carnes vermelhas, mas pode

esporadicamente optar por carne de vitela, desde que escolha sempre as zonas com

menos gordura. Para os lanches, o fiambre deverá ser de frango ou de peru, idealmente

com baixo teor de sal e gordura.



10. Peixe: qualquer um é indicado

Quanto ao peixe, tanto pode incluir os gordos como os magros no seu plano alimentar.

Tenha apenas o cuidado de retirar todas as peles e gorduras visíveis e, sobretudo, esteja

atento à sua confeção. Não adianta comer apenas peixes magros se, ao confecioná-los,

adicionar mais gordura, que muitas vezes tem qualidade inferior à que existe

naturalmente nos peixes mais gordos.


São estas as óptimas sugestões da Ana, que, tornando Activia um aliado, nos ajudam a 

uma alimentação mais feliz e um frigorífico impecável! 

Afinal, basta ter à mão o que nos faz bem :)



                         



(post em parceria com Activia)

Sem comentários:

Enviar um comentário