Manhãs de fim de semana

Depois de 4 anos a fotografar todos os fins de semana, a correr de um lado para o outro, a tentar conciliar o melhor que posso o trabalho que tanto adoro e a minha família, muitas vezes simplesmente a achar que conseguia e podia fazer tudo, e com um grande nó porque sabia que falhava, o tempo deu-me tranquilidade. Ter o Sebastião em casa o primeiro ano e meio, gerir melhor o tempo que efectivamente é só da família, não fotografar todos os dias, são as opções mais válidas e condizentes com o que quero para mim e para a minha família. A carreira? Não foge. Não pode ser isso que nos move. 

A gracinha está com os dias contados, não falta mesmo quase nada para que esteja aqui connosco, sei que estamos prontos para a receber, e não é apenas porque o berço amarelo está pronto e tão bonito. As pernas não nos tremem e as dúvidas não chegam. Mesmo quando o Sebastião arranca com a fase das birras a todo o gás. Mesmo quando não estamos 100% alinhados. Sabemos que estamos prontos. 





                            

Sem comentários:

Enviar um comentário