os teus 30

Aproveito que os bebés da nossa casa estão (finalmente) a dormir, para parar e pensar que hoje fazes 30.
Pensar nos teus 30 anos. Vais ficar furioso com este post, eu sei. Detestas que te traga e chame para aqui, este mundo estranho dos blogues. Mas hoje vai ter que ser.

Pensar nos teus 30 é pensar nos meus também (eu sei que ainda faltam uns meses).

Dizes, com alguma piada e um tanto desencantado que agora, já não vai ter piada ter 4 filhos. Antes é que era, 4 filhos com 20 anos. Muito bom! Agora vais ser banal, dizes.

Isto não é uma declaração de amor, é apenas uma maneira que tenho de te explicar, sem ser na correria do nosso dia, em que às vezes (ou a maioria) a minha privação de sono responde mais rápido que a minha cabeça e o meu coração, que nunca, nunca vais ser banal.

Por todos os motivos que te digo sempre (bom, sempre que não tenho fome nem sono), pelo amigo que sempre foste (e já lá vão 15 anos), pelo marido sempre presente (ainda que com um olho no Blackberry que tanto adoras), e por seres o pai que sempre imaginei quando sonhávamos com esta vida que temos hoje.

Porque os adoras, porque os mimas, porque és forte, porque és presente, porque te preocupas.

Parabéns meu querido!



3 comentários:

  1. Parabéns Miki!!! :D E Parabéns Catrine! Saudades vossas! Beijocas para a familia feliz! :)

    ResponderEliminar
  2. linda declaração de amor <3 beijo grande para todos que hoje celebram a vida

    ResponderEliminar