Veneza & the Kids

Tinha este sonho de os levar a passear. De lhes mostrar o que vemos (quando conseguimos viajar juntos), de os ver brincar naqueles cenários, de lhes dar um pouco mais de mundo.

O sonho maior era conseguirmos 6 meses em viagem. Escolher um continente (Europa ou América do Sul) e com pouca bagagem seguir.

Por enquanto vamos fazer algumas escapadinhas a quatro ou a seis para ganhar experiência. Para o ano, provavelmente um mês a fazer o nosso Portugal (que é lindo), e quando a Graça for um pouco maior e a Leonor estiver ainda na primária, tentar a viagem mais longa.

Já tínhamos ido a Paris (1 dia) e à Euro Disney (1dia) há dois anos (outro sonho que tinha, queria levá-los antes que eles me pedissem para lá ir), e consegui.

Quando vimos que o Miguel tinha uma estadia de 24 horas úteis em Veneza, supliquei-lhe que me levasse e, já agora, a alguns dos nossos filhos.

O Primeiro problema era a Graça. Continua a mamar que se farta e a ser o único consolo para adormecer (tem dias que canta e refila sozinha na cama até adormecer, mas não são todos, e  geralmente mama antes). Levá-la estava praticamente fora de questão; já tínhamos estado em Veneza e sabíamos que um carrinho de bebé seria extremamente cansativo e difícil de gerir. Levá-la no pano o dia todo era uma estafa, o calor e as nossas costas não aguentaria.

A minha querida mãe trocou essas duas noites terrivelmente mal dormidas e um dia inteiro com ela, por mais alguns direitos sobre a neta. (Género poder acordá-la só porque lhe quer pegar ou tê-la no seu colo quando quiser- não sei se vocês conhecem este género de avó, mas a minha mãe é sempre assim: maldades aos bebés e acorda-os só de olhar para eles)!

Eu troquei esses mini direitos e deixei o bonzinho Sebastião. Pegamos nos mais velhos e seguimos viagem.

Foi muito bom. Principalmente porque foram 24 horas só com eles. Andamos muito tempo concentrados nos pequenos, que estas 24h foram só para os ouvir.

A Leonor vibrou com tudo, e o Xavier passou-lhe tudo ao lado. Ainda hoje diz que não sabe dizer o que mais gostou. Mas no final valeu muito, muito a pena.

Ficam estas fotografias, este dia maravilhoso, pela cidade mais bonita em que já estive!




























































 Sempre bom saber que com uma folha de papel ainda se entrem os miúdos. Os desenhos que fizeram na viagem viraram aviõess de papel que  foram lançados durante hora e meia numa praça fresquinha.







4 comentários:

  1. Que fotografias lindas. Que luz maravilhosa. Fiquei com uma enorme vontade de conhecer Veneza!

    ResponderEliminar
  2. adoro.... adoro... adoro... a Catarina transmite a cada mãe uma energia fantástica... tudo parece fácil com 4 filhos (sei que não é... tenho dois)... super descontraída... uns filhos que parecem muito felizes... aproveitam cada momento... se fosse eu, não sei se me aventuraria 24 horas com dois pequenos em Veneza... (há sempre desculpas... pouco tempo, muito cansaço...)
    faz de cada pequeno momento uma verdadeira história de encantar :) um beijinho grande e obrigada pela partilha!

    ResponderEliminar
  3. Fizeram muito bem em ir e aproveitar essas 24h longe da rotina. As fotografias estão maravilhosas como sempre, e os sorrisos contagiantes!

    ResponderEliminar