Gerir os 4

É um desafio constante ser mãe de 4 crianças pequenas.
Grande parte do nosso tempo (pais) é passado a pensar em cada um deles.
Passamos horas à volta da personalidade de cada um, de quanto lhes podemos exigir, de como deveríamos ter agido em determinada situação, como os sentimos, como estão a crescer e o que podemos fazer por eles.
Não há um jantar ou almoço a dois em que o assunto filhos não esteja em cima da mesa, seja por boas ou más razões, por momentos felizes ou de mais preocupação.
A verdade é que (e já todos sabemos disso) os filhos são sempre diferentes. Com cada um deles vem um feitio, depois o género, as experiências que vivem, se são o primeiro, terceiro ou quinto filho. Mesmo nós, achamos que lhes damos a mesma educação. Mas não damos.
O amor que sentimos por eles é igual, depois há as afinidades, há momentos em que sentimos que já passamos pelo mesmo, as angustias de os ver sofrer e a capacidade de os ajudar a tornarem-se resilientes.
Todas as semanas passam me pela cabeça rotinas diferentes. Há quase sempre um dos miúdos a gritar em silêncio (as vezes não) quero a mãe só para mim.
Então divido me, multiplico, somo horas de trabalho seguidas e subtraio as ansiedades à vida.
Tenho mais trabalho, perco mais tempo, faço mais kms a pé mas fico com a garantia que estou a dar o meu melhor.
Deixar a Leonor, deixar os rapazes. Ir a casa a hora do almoço beijar a graça. Voltar para o atelier. Sair mais cedo e apanhar a graça, garantir que apanha ar e sai à rua. Ir buscar os rapazes e dar lhes 20 minutos de jardim.
Deixá-los  casa e ir buscar a Leonor sozinha, tomar um café com ela e dar lhe espaço para conversar comigo.

E depois há dias em que o trabalho não tem estes horários bonitos, em que tenho que delegar, e as crianças começam a dar de si.
Apesar de ser cansativo é muito bom poder gerir o meu trabalho e poder estar atenta às crianças. E ir ter com elas quando mais precisam.
Por isso e por tanto, é dia de agradecer ❤



Adicionar legenda



[Graça veste camisa/ túnica da Alecrim, calças de malha da Lovely e casaco em lã da Piupiuchick]

Sem comentários:

Enviar um comentário