Mãe de 4

Ser mãe de 4 crianças, trabalhar no meu próprio projecto (às vezes bem mais desafiante que ser empregada por conta de outrem) e chegar ao final do dia inteira e disponivel é um desafio daqueles!
Não tenho muitos medos, sinto-me na maior parte dos dias uma pessoa corajosa, mas preocupa-me não conseguir acompanhar os meus filhos da maneira como gostava ou como eles precisam.
A verdade é que parece-me que nunca vou saber se é o suficiente ou não. Mas de uma coisa  eu não abdico: ir busca-los à escola e acompanhar o final do dia.
Chegam e pedem-me tudo, atropelam-se nas histórias, nas conversas, gaguejam as queixas dos amigos, e as birras!
Estar, e estar com paciência é o essencial, e é a única coisa que me garante um bom final do dia.
E o banho, a melhor parte, porque posso estar mesmo com eles, e vê-los brincar, e vê-los sozinhos, apenas vê-los.
A Leonor e o Xavier já tomam banho sozinhos, mas os pequenos, que ainda são tão bebés, muitas vezes gosto de preparar o banho na cozinha, com mais luz, com mais espaço. Quase um mini spa, sempre com baby dove, que me ajuda a reforçar em mim esta crença, de que sou a melhor mãe para eles, mesmo que não seja perfeita.
E depois seguem-se as birras de saída de banho, as lutas para vestir o pijama, e as gargalhadas em cima da nossa cama (ou um par de berros porque entretanto aproxima-se a hora do jantar e de ir para a cama e o excitamento já passou para o lado de lá)



Acredito muito nisto, e isso salva-me todos os dias: mesmo que não seja a melhor, mesmo que não seja perfeita. Sou a mãe deles, eles são os meus filhos e isto vai sempre funcionar!

video

Sem comentários:

Enviar um comentário