NEWSLETTER

© 2017 by Ties. Proudly created by JLDesign

  • Black Facebook Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Instagram Icon

//

Abdominoplastia, algumas verdades

December 14, 2017




Tenho recebido muitas mensagens de mulheres que querem fazer e ainda não fizeram porque têm medo, porque não sabem que médico será o ideal, porque têm filhos pequenos, porque não sabem se querem mais filhos.

Outras, já decididas, querem fazer, vão fazer mas querem saber toda a verdade.
Eu estive nesse ponto e pedi ajuda. - obrigada Marta e Pureza - e obrigada a todas as seguidoras que fizeram e perderam tempo a ajudar me.

Vou fazer uma lista de elementos que acho essencial pensarem antes de avançar.

1- A questão dos filhos é sem dúvida importante. Há quem diga que se pode fazer mais uma abdominoplastia depois, se quiser ter mais. Eu não ponho só essa questão: quem vai largar outra vez mais uns milhares de euros para arranjar o que ficou estragado?

2- Têm sintomas clínicos para além de uma barriga flácida e estriada?
Eu tinha uma suspeita de hérnia umbilical, dores lombares que me impediam de pegar nos miúdos ao colo por mais que 2 minutos, incontinência, tudo devido a uma diastase de 5,5cm, e fracas recuperações pélvicas.
Se têm alguns destes sintomas, o vosso caso é importante, e precisa ser resolvido a par de fisioterapia para fortalecer.

3- A cirurgia não vos vai emagrecer por si, nem é uma solução mágica para o futuro.
Lembrem se que, se tiverem excesso de peso significante, a cirurgia não é salvadora. É preciso perder algum antes, até para o resultado ser mais satisfatório. No pós operatório ainda é mais importante os cuidados alimentares. Eu segui durante o mês seguinte uma dieta com poucas gorduras e 0 fritos.

4- Façam perguntas as vossas amigas ou conhecidas, que médicos conhecem, com quem correu bem. Marquem consulta. Com o meu foi Empatia imediata e percebi logo que estava em excelentes mãos.

5- Marquem para uma data próxima, verifiquem que tem ajudas sérias. Falo numa mãe, ou empregada interna ou marido de licença. Vai ser preciso ajuda para tudo nas primeiras duas semanas ou três.
Pouco agradável mas sendo a verdade, precisam de alguém que vos limpe depois de ir ao WC. É este nível de ajuda e de esquecer vergonhas e pudores.

5- As dores são muito fortes. Não pensem comparar a uma cesariana.
Quandi acordei da cirurgia sentia um fogo na barriga. E senti ainda durante a primeira semana. Depois começou a melhorar de semana para semana.
Eu lidei bem com as dores , esta era uma cirurgia muito esperada e eu sabia que estava a sofrer por uma coisa muito boa. A forma como mudam a vossa cabeça muda toda a recuperação. Espírito animado, Netflix, e paciência.

6- Vejam o passo a passo da cirurgia para perceberem bem o que se vai passar. Peçam ao médico tudo. Perguntem se vão ter drenos, quanto tempo, insistam nas drenagens com fisioterapeutas especializadas desde o 4 dia.

7- Invistam nisto. Tornem a vossa recuperação completa. Façam fisioterapia - Inês cancela de Abreu- fisioterapia mães e filhos.-não podia recomendar melhor. Começamos uns alongamentos entre a 3 e 4 semana pós cirúrgica.
Ganhar força muscular é essencial para fechar este assunto, treino acompanhado é o mais indicado.

8- Muita paciência com os resultados. Não fiquem tristes com o primeiro impacto até aos 3/4 meses estamos inchadas. A partir do 6 mês já se começa a ter uma visão mais real do resultado. 

 

9- O maior choque que tive não foi o tamanho da cicatriz. Passados 3 meses a pele começou a ficar flácida  quando me dobrava ou sentava. Não estava preparada para ver isso a acontecer. Apesar de esticada, a minha pele tinha muitas estrias e por isso não está no seu melhor em elasticidade. 

 

10- A quem pergunta se foi oferecido. NÃO! Paguei cerca de 7.900 para esta cirurgia. Tive sim, um apoio incrível da Clínica de Nutrição de Lisboa para as drenagens e outros tratamentos muito bons. 


Antes, 15 dias depois. E aos 10 meses. 

 

Se tiverem mais dúvidas, contem me tudo que tento dar alguma ajuda. 



 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

NEWSLETTER

​ÚLTIMOS POST

November 12, 2019

Please reload

SOBRE NÓS

Olá, sou a Catarina! Tenho 31 anos, cresci e vivo em Lisboa, esta cidade linda que nos faz imensamente felizes.

4 filhos bons, muito bons. A primeira aos 23, e a última nascida aos 29.

LER MAIS >

  • Black Facebook Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Instagram Icon

ARQUIVO

INSTAGRAM

Please reload

WORK

TRAVEL

FAMILY

LISBON GUIDE

MOTHERHOOD

KIDS

BRANDS

  • Black Facebook Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Instagram Icon