NEWSLETTER

© 2017 by Ties. Proudly created by JLDesign

  • Black Facebook Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Instagram Icon

//

Aprendi com os miúdos

March 26, 2019

Das coisas mais importantes que tenho aprendido com os miúdos, e ainda estou a aprender....

 

- NÂO APRESENTAR OPÇÔES, NÂO CAIR NAS EXIGÊNCIAS-

 

Eu bem gostava de não ser uma mãe- tirana. Juro que gostava, mas ás vezes eles não dão alternativa.

 

Bom, os mais velhos fazem escolhas, têm a liberdade que precisam para a idade que têm. Este post aplica-se aos mais novos, diria até aos 4 anos, talvez.

 

Não vou revelar nomes mas vou revelar pequenas histórias.

 

Todos conhecemos os exemplos, se perguntarmos aos nossos filhos se querem tomar banho o mais provável é ouvir: NÂO.

 

Esta manhã, uma das minhas criaturas (filhos) acordou de rabinho virado para a lua, como se costuma dizer, mal humorado.

 

Tanto eu como o pai tínhamos que sair para trabalhar mais cedo que o habitual, e por isso a hora de saída de casa iria ser 30 min mais cedo. 

 

Vesti a minha melhor cara, a minha versão mais paciente e aproximei me da criatura mal humorada, ainda a acordar. " Bom dia meu amor, dormiu bem? Vamos vestir, hoje é dia de escola !" Mesmo ali a tentar provocar o sorriso, recebi esta resposta: não quero ir à escola, quero ir ao PASTA NON BASTA (restaurante que todos gostam muito)

 

Mãe- ok, vamos jantar ao PASTA NON BASTA; como quem diz "sim, sim, claro"

 

Criatura pequena deixa-me vestir, embora com exigências em relação à t-shirt.

 

Sentei-a à mesa do pequeno almoço, e perguntei: "o que queres comer?" não tive resposta. Adiantei-me "queres cereais"? recebi um sim, "com leite?" recebi um sim, com condição de ser no biberon. ok.

 

"quero leite do biberon na taça dos cereais" - hmm , ok. Fiz o que pediu.

 

Comeu duas colheres e... "não quero mais...." resmungou.

 

ok, não tem fome, vamos embora. Tirei os cereais da frente, pai ja a torcer o nariz, quando a criatura exige: quero pão com mel. Pai torce o nariz, mãe facilita para não haver dramas na hora de quase sair de casa. ok, peguei numa fatia de pão, pus mel e deixei à sua frente. Fui acabar de me vestir, mas voltei para trás com um "quero a outra parte, a tampa" -ou seja, sandes. Pai começa a ficar doido, de olhos em bico. Facilito para não haver dramas, vou buscar mais pão para fazer sandes. Ela recebe o pão e vê que essa metade não tem mel. Exige mel, eu vou pôr. Pai a fulminar me com os olhos.

 

Dou lhe o pão e ela diz: não tenho fome.

 

Vamos a descer as escadas do prédio e a criatura diz: tenho fome.

 

moral da história?

Aprendi.

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

NEWSLETTER

​ÚLTIMOS POST

November 12, 2019

Please reload

SOBRE NÓS

Olá, sou a Catarina! Tenho 31 anos, cresci e vivo em Lisboa, esta cidade linda que nos faz imensamente felizes.

4 filhos bons, muito bons. A primeira aos 23, e a última nascida aos 29.

LER MAIS >

  • Black Facebook Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Instagram Icon

ARQUIVO

INSTAGRAM

Please reload

WORK

TRAVEL

FAMILY

LISBON GUIDE

MOTHERHOOD

KIDS

BRANDS

  • Black Facebook Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Instagram Icon